Diversão ou aprendizado? Conheça o serviço de creche para cães

Procuramos uma creche em Curitiba para responder suas dúvidas sobre o assunto

Da Redação Goldenlícia

 

“Eu tenho um cão, mas me sinto mal pois ele passa o dia todo sozinho”. Primeiro vem a indagação, depois a busca por solução:  que tal tentar uma creche canina? Esse serviço está cada vez mais popular entre os tutores que passam o dia todo trabalhando e querem dar qualidade de vida aos pets. Atividade, socialização, proteção e alimentação nos horários adequados são alguns dos benefícios de manter seu cão em um espaço preparado para acolhê-lo.

Dúvidas? São muitas. Por essa razão convidamos a Tami Gormanns, médica veterinária especialista em comportamento animal e proprietária da Dog Stop, para em entrevista exclusiva:

Goldenlícia: – Creche para cães: como esse serviço é realizado?

Tami: –   Com atividades sensoriais, cognitivas, baseadas em enriquecimento ambiental e reforço positivo, para que eles possam se divertir, aprender e relaxar na medida certa. No nosso caso, somos um day care (creche) educativo e hotel. Somos uma empresa especializada em bem-estar e comportamento animal. Nós realizamos atividades dinâmicas, pensadas para os cães. Essas atividades despertam o instinto natural dos cães, como se eles estivessem na natureza. Já no day care educativo, eles têm aula de adestramento básico, para facilitar a convivência no grupo. Os cães são supervisionados durante todo o período da creche por monitores.

Goldenlícia: – Qualquer cão pode freqüentar creche?

Tami: – Cães que podem freqüentar a creche são aqueles que são sociáveis, sem histórico de agressão com pessoas ou outros cães, machos castrados acima de oito meses e fêmeas não podem estar no cio. Os cães com alto grau de ansiedade de separação, quando sentem muito a falta dos donos, é feito um trabalho com adestrador comportamentalista antes, para que consigam freqüentar a creche.

Goldenlícia: – Quais são os sinais que um cão emite que indicam a necessidade de creche?

Tami: – Num mundo perfeito, o ideal seria que todos os cães freqüentassem uma creche, que é o local onde eles podem expressar seus comportamentos naturais, socializar… O famoso “ser cachorro”. Os sinais normalmente que os cães apresentam de estresse e que precisam de atividades rotineiras são problemas comportamentais como: destruição de objetos e móveis da casa, lambedura excessiva de patas, latidos constantes, tristeza e falta de interesse por atividades, ansiedade da separação, acúmulo de energia, entre outras questões. Resumindo: cães que tem uma rotina pobre e passam o dia todo sozinhos em casa, sem atenção, sem passeios e sem estímulos…. Esses cães precisam mais de uma creche.

Goldenlícia: – Que tipo de atividades são realizadas em uma creche canina? É como em uma escola, em que eles aprendem ou existem outras finalidades?

Tami: – Atividades que remetam ao instinto natural dos cães (cavar, roer, correr, brincar, nadar), assim como as que exigem um enriquecimento ambiental, sensorial, social, cognitivo, físico e alimentar. Algumas atividades que posso dar exemplo são: cavar na caixa de areia, piscina de bolinhas, brincadeiras com água, caixas de papelão, materiais recicláveis, labirintos, corridas com obstáculos, sorvetes de frutas, cocos congelados, caças ao tesouro, bolinhas, brinquedos de nylon de roer, cordas, etc. Também temos atividades para aprendizagem, treinos básicos onde ensinamos alguns truques iniciais como: senta, fica, dá a pata, deixa, não ultrapassar o portão, aprender a dividir comida, esperar a vez para comer, treino do nome, treino do vem, etc. Essas aulas e treinos são como uma escola, eles aprendem e sempre reforçamos os comportamentos desejáveis que queremos. Eles são espertos e quanto mais tempo passa e eles vem, mais eles aprendem.

Goldenlícia: – Existe uma rotina na creche?

Tami: – Sim todo o nosso trabalho diário é baseado em uma rotina, desde hora de entrada e hora de saída com horários definidos, sendo assim, tendo que ser respeitados como uma escola, para que não afetem nossa rotina. As atividades de todos os dias são programadas e baseadas num cronograma, onde sentamos todo início de mês, programamos e escolhemos o que fazer, podendo ser alterado conforme necessidade do dia. Os cães desde a hora da entrada têm uma rotina a ser seguida e conforme o tempo eles vão aprendendo. Temos horário para chegar, para interagir, para brincar, para fazer atividades, para comer e para descansar. À tarde começa tudo de novo. Reiniciamos as atividades e terminamos com momento de relaxamento e massagem para irem embora. Eu costumo explicar que funciona como uma engrenagem, o dia a dia é muito complexo e precisa dessa rotina.

Goldenlícia: – Frequentar creche influencia no comportamento do cão?

Tami: – Sim, e para melhor. Será um lugar onde ele poderá expressar os comportamentos naturais desejáveis, ser cachorro e ainda aprender. Com o passar do tempo só percebemos evolução. E enviamos a cada três meses um feedback aos tutores de como está a evolução do cão. E quase sempre é um retorno positivo.

Goldenlícia: – Os cães tem amigos, como os humanos?

Tami: – Sim eles possuem amigos, assim como nós humanos, eles também têm personalidade e preferência por atividades e indivíduos. Eles sentem empatia e antipatia por alguns e, nós do day care, temos que entender e trabalhar com essas preferências e sempre estar promovendo novos vínculos para eles.

Goldenlícia: – Quantos dias por semana de creche é o ideal para manter o cão saudável?

Tami: – O ideal é de duas a três vezes por semana, meio período ou período integral.

Goldenlícia: – O que é preciso levar em conta na hora de escolher uma creche?

Tami: – Temos que levar em conta muitos fatores, os que considero mais importantes e que nos saltam aos olhos são:  Local, se está bem estruturado, se tem higiene e se foi pensado no bem-estar dos cães; estrutura, se está de acordo e tem segurança para recebê-los; equipe que irá cuidar do cão, se é qualificada, se possui alguém que irá monitorar esse cão durante todo período, se a equipe está em constante aprendizado para trazer o melhor para seu cão; bem-estar, preocupação com número de cães por espaço, equipe monitorando, preocupação em manter a rotina e atividades; foco na atividade, pois locais que oferecem vários serviços normalmente alguns deles são deixados de lado, desconfiar de grandes pets ou clínicas que possuem o serviço de creche, pois demanda muito tempo e cuidado, observar se não será só um “depósito de cães”; a além do mais, ter recomendações, ir conhecer o local, perguntar, investigar e saber do método que trabalha ajuda muito nesse momento. Sempre desconfie de preços baixos, grandes promoções e pacotes.

Goldenlícia: – Existem metodologias diferentes para creches?

Tami: – Sim, existem metodologias diferentes, mas somente uma que seja considerada ideal e a correta para trabalho e manejo com cães. É a metodologia positiva sem punições, o reforço positivo é um método que tem como objetivo recompensar as atitudes corretas do cão e tornar o aprendizado muito mais prazeroso, divertido e dinâmico. A eficiência desse método foi comprovada cientificamente. O fator mais importante deste método é conhecer as preferências do bicho, ou seja, saber o que é que ele mais gosta: carinho, petiscos, brinquedos, entre outros. Sabendo tudo isso, fica muito mais fácil aplicar o reforço positivo no dia a dia do seu animalzinho.

Quer conhecer a Dog Stop? O endereço é Rua do Herval, 637, no Alto da XV.

Quer ver outros assuntos em nosso blog? Estamos super abertas a receber sugestões: @goldenliciabr

Siga-nos nas redes sociais e acompanhe as próximas Gang News!

* Os textos são originais da Redação Goldenlícia, a reprodução é permitida somente se citada a fonte.